Museu do Índio Portal Brasil CGU - Acesso à Informação
Trocar cores de fundo Fundo branco Fundo cinza Fundo marrom Fundo vermelho Fundo amarelo Fundo verde
XVPB_JW_FT_17out2009_vitrine_of_mindio (14).jpg
Página Inicial > Notícias > Retorno de Mídia > Comissão do Senado discute tortura contra índios descritas no Relatório Figueiredo

Retorno de Mídia

Prodoclin Gramáticas Pedagógicas de Línguas Índígenas

Julho/2013
A Primeira Oficina do Projeto Gramáticas Pedagógicas de Línguas Indígenas,uma iniciativa pioneira do Programa de Documentação de Línguas Indígenas do Museu do Índio/FUNAI (ProDoclin- coordenação Bruna Franchetto e gestão científica Mara Santos), está sendo realizada, a partir de hoje até 28 de julho, na cidade de Saquarema (RJ). Foi assim dado início a mais uma etapa do processo de documentação linguística.

São agora cinco projetos piloto para a elaboração de cinco gramáticas pedagógicas aplicando uma nova metodologia que permita o ensino-aprendizagem de línguas indígenas sobretudo nas escolas das aldeias. Dos treze projetos (e treze línguas) que integraram o ProDoclin, quatro participam da nova fase: Ikpeng, Paresi, Kawaiwete e Karajá. O quinto projeto inclui uma nova língua, o Wapichana (Arawak setentrional). Estão participando também, como observadores, pesquisadores das línguas Palikur, Ye'kuana, Kaingang e Kuikuro.

Na Oficina, coordenada pelo Prof. Dr. Luiz Amaral, professor da Universidade de Massachusetts – Amherst, as equipes dos cinco projetos participantes, formadas por pesquisadores indígenas e linguistas, reuniram-se hoje para discutir metodologias, modelos, práticas e a produção de gramáticas pedagógicas a partir da implementação de uma nova proposta.
As boas vindas foram dadas pela gestora científica do PRODOCLIN Mara Santos e o coordenador da oficina Luiz Amaral.

DSC 0279

 

DSC 0318

 

DSC 0281

 

DSC 0286

 

DSC 0284

 

DSC 3500

 

944481 434207886686882 1737083944 n

© Direitos reservados Museu do Índio - FUNAI